Ir para o conteúdo
Informações da página

Você está em: Página Inicial > Notícias

Pesquise aqui
Início do conteúdo

Alimentação escolar do IFRS estimula a agricultura familiar

O Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) comemora a ampliação das aquisições de alimentos da agricultura familiar. O Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) determina que no mínimo 30% dos recursos destinados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para a merenda sejam investidos na aquisição de produtos da agricultura familiar e o IFRS planeja chegar aos 90% desses recursos em 2018.

O Pnae, no entanto, é um valor suplementar e deve ser complementado com recursos próprios da instituição para garantir a qualidade nutricional das refeições. Os recursos próprios do IFRS destinados à alimentação escolar somarão mais de R$ 1,3 milhão neste ano para os seus 17 campi. Desse montante, 30% devem ser aplicados em compras da agricultura familiar, seguindo o que determina o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Dessa forma, o Instituto investirá aproximadamente R$ 1 milhão na agricultura familiar gaúcha (R$ 600 mil do Pnae e R$ 400 mil em recursos próprios) para a alimentação dos estudantes em 2017.

É um valor que impulsiona o desenvolvimento rural regional e agroecológico e contribui para uma alimentação saudável na comunidade escolar, a qual passa a consumir mais alimentos in natura, minimamente processados e também orgânicos, salienta a nutricionista do IFRS Adriana Machado. Com essa atuação, a instituição tem se destacado e foi convidada a expor a sua experiência durante o Simpósio Compras de Alimentos da Agricultura Familiar, realizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), com a presença do ministro Osmar Terra, e em reunião entre os Institutos Federais da região Sul do Brasil. Os eventos ocorreram no mês de maio em Porto Alegre e tiveram a participação de representantes de instituições públicas de diferentes estados.

Experiência começou no ano de 2014

A experiência do IFRS no Pnae teve início no ano de 2014, quando o Campus Sertão atuou como unidade piloto, investindo a totalidade dos recursos recebidos do programa em gêneros alimentícios da agricultura familiar. No ano seguinte, foi constituído um grupo de trabalho para elaborar modelos de documentos, entre eles editais e minutas de contratos, que estão permitindo concretizar essas aquisições nos 17 campi do Instituto.

A diretora de Licitações e Contratos do IFRS, Grazielle Marin Leite, explica que as compras ocorrem a partir de chamadas públicas realizadas pelos campi e o critério é a localização dos produtores: os da localidade têm prioridade, vindo em seguida os da região e território rural. "Essa atuação fomenta muito a atividade dos agricultores familiares e eles nos auxiliam na logística e na adaptação dos produtos às nossas condições estruturais. Temos uma relação mais próxima e humanizada com os fornecedores, num processo de aquisição muito diferente da compra por pregão, que prioriza o menor preço", explica Grazielle.

O IFRS busca conhecer a produção da agricultura familiar de suas diferentes regiões de atuação. A construção dos cardápios é dinâmica e interativa, conforme a disponibilidade, questões culturais locais e a sazonalidade dos alimentos. A preferência é pelo fornecimento de alimentos orgânicos, observa a nutricionista Adriana, que coordena este trabalho, visitando as propriedades, conhecendo os produtores e os produtos. Existe uma articulação com a Emater/RS, cooperativas e produtores individuais de cada município e região.

A pedido da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação, os modelos de documentos utilizados pelo IFRS para a realização das chamadas públicas foram enviados aos 37 Instituto Federais do país, visando auxiliar os outros IFs a também ampliarem suas compras da agricultura familiar.

Como participar das chamadas públicas do IFRS

Os agricultores familiares interessados em fornecer alimentos para o Instituto podem acompanhar as chamadas públicas no site da Diretoria de Licitações e Contratos (DLC): dlc.ifrs.edu.br ou contatar o IFRS pelo telefone (54) 3449-3350.

 

Sobre o Pnae

O Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) foi implantado pelo governo federal (Lei nº 11.947/2009) e tem caráter suplementar, por meio da transferência de recursos financeiros para a oferta da alimentação escolar. São atendidos os alunos da educação básica (educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e educação de jovens e adultos) matriculados em escolas públicas, filantrópicas e em entidades comunitárias (conveniadas com o poder público).

 

Sobre o PAA

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) foi instituído pela Lei nº 10.696, do ano de 2003, para estimular a agricultura familiar. Na modalidade Compra Institucional, permite que órgãos de administração direta ou indireta da União, estados, Distrito Federal e municípios comprem da agricultura familiar, com seus próprios recursos, alimentos para atender as demandas regulares por dispensa licitação, utilizando as regras do PAA.

 

 

Veja mais

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Rua General Osório, 348 | Bairro Centro | CEP: 95700-086 | Bento Gonçalves/RS

E-mail: gabinete@ifrs.edu.br | Dúvidas de Acessibilidade: acoes.inclusivas@ifrs.edu.br | Ouvidoria | Telefone: (54) 3449-3300