Ir para o conteúdo
Informações da página

Você está em: Página Inicial > Notícias

Pesquise aqui
Início do conteúdo

Projeto de aluno do IFRS é vencedor da Liga dos Campeões Endeavor

Marcos (segundo da esquerda para a direita) e finalistas da Liga dos Campeões

Buscar soluções para problemas do dia a dia, acreditar em novas ideias e dedicar-se para concretizá-las. É isso o que incentiva a competição de ideias de negócios "Liga dos Campeões" do Instituto Empreender Endeavor - uma das maiores organizações de apoio a empreendedores do mundo, presente em mais de 20 países. O estudante Marcos Dias Mathies, do Campus Porto Alegre do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), é um dos três vencedores da edição 2015, com o projeto "Central de Orçamentos - Sistema de Preços". A banca final de avaliação ocorreu nesta quinta-feira, 10 de dezembro, em São Paulo, reunindo os dez finalistas.

Além de Marcos, foram vencedores um estudante de Caruaru (Pernambuco) e um de Salvador (Bahia). Eles receberão orientações da Endeavor ao longo de seis meses para concretizar seus projetos, sendo conectados com grandes empreendedores e empresários.

O concurso teve mais de 200 inscritos de 55 instituições de ensino. Dez foram selecionados para a última etapa, que consistia em uma avaliação por mentores Endeavor, empreendedores e investidores. Foram critérios de avaliação: potencial de crescimento e de mercado da ideia apresentada; inovação e diferencial competitivo; impacto social e perfil do empreendedor.

Sistema quer agilizar compras de órgãos públicos pela lei da exclusividade para micro e pequenas empresas

As compras de órgãos públicos brasileiros no valor de até R$ 80 mil devem ser feitas exclusivamente com micro e pequenas empresas, conforme determina a lei complementar 123/2006. No entanto, isso nem sempre é fácil, explica Marcos. Ele conta que para pesquisar as possíveis fornecedoras em localidades próximas, é preciso recorrer à internet ou aos próprios estabelecimentos, mas às vezes não há interesse das micro e pequenas empresas, devido principalmente à burocracia do processo.

O projeto "Central de Orçamentos - Sistema de Preços" foi pensando para facilitar essa busca. É um sistema online, que contempla uma plataforma web de pesquisa de preços a partir da base dados do Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (Sicaf) do poder executivo federal. Entre as funcionalidades, permite selecionar as localidades em que as microempresas estão inseridas, de acordo com a região a qual o órgão público atua, e gerar relatórios, pelo próprio sistema, em acordo com a legislação para o andamento da licitação. Como as empresas cadastradas nas bases de cadastro do governo já estão acostumadas com os trâmites do processo necessário para ser fornecedor de órgãos públicos e pré-dispostas a venderem para o governo, os procedimentos para a pesquisa de preços poderão ser feitos de forma mais rápida.

Preservação da propriedade intelectual

Aluno do curso de Tecnologia em Processos Gerenciais do Campus Porto Alegre do IFRS, Marcos é também servidor do Campus Canoas do Instituto. Ele conta que a ideia surgiu a partir dos desafios em sua prática como servidor público: "Sou pregoeiro e identifiquei as dificuldades que se tem na pesquisa de preços e na necessidade de cumprir a legislação", observa.

A ideia primeiramente foi cadastrada como um projeto de pesquisa, orientado pelo professor Cláudio Farias, do Campus Porto Alegre, e vai ter seu pedido de preservação da propriedade intelectual encaminhado. No futuro, o sistema poderá ser produzido comercialmente. O protótipo do sistema será testado a partir de um Grupo de Trabalho do Comitê Temático de Compras Governamentais do Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Rio Grande do Sul (Fopemepe/RS), que começa a ser constituído entre o IFRS - Campus Porto Alegre, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul e o Sebrae RS.

Sobre o Bota pra Fazer

A Liga dos Campeões é a competição entre as ideias de negócio dos participantes do Bota pra Fazer, programa de aprendizagem de empreendedorismo levado às instituições de ensino pela Endeavor e o Sebrae. Feito por e para empreendedores, apresenta ferramentas para que os alunos consigam tirar suas ideias do papel e se tornem empreendedores de alto impacto. Foram mais de 30 mil estudantes no programa em 2015, sendo 216 inscritos na Liga dos Campeões, dez finalistas e três vencedores.

Por meio de uma parceria, o IFRS oferece os cursos do Bota pra Fazer gratuitamente para seus alunos. No total, 500 discentes do Instituto estão matriculados nos cursos e recebem auxílio de tutores do IFRS. O objetivo principal do programa é incentivar o autoconhecimento do estudante e desenvolver sua capacidade empreendedora, aprender a identificar oportunidades e criar um novo negócio.

Fotos: Elisabete Fernandes / Divulgação Endeavor

Galeria

Marcos apresentando o trabalho Logotipo projeto Central de Orçamentos

Veja mais

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Rua General Osório, 348 | Bairro Centro | CEP: 95700-086 | Bento Gonçalves/RS

E-mail: gabinete@ifrs.edu.br | Dúvidas de Acessibilidade: acoes.inclusivas@ifrs.edu.br | Ouvidoria | Telefone: (54) 3449-3300